Ambiente destinado a liberdade de expressão sobre os mais variados assuntos.

Ora, destruídos os fundamentos, que poderá fazer o justo?
Salmo 11:3

Porque nada podemos contra a verdade, senão em favor da própria verdade.
2 Coríntios 13:8








quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Os barões

Olavo de CarvalhoDiário do Comércio, 1 de dezembro de 2010

http://www.olavodecarvalho.org/semana/101201dc.html

Um leitor pede gentilmente que eu lhe diga quem, afinal, são os tão falados e jamais nomeados “barões da droga”. Quem ganha com o crescimento ilimitado das quadrilhas de narcotraficantes e sua transformação em força revolucionária organizada, ideologicamente fanatizada, adestrada em táticas de guerrilha urbana, capacitada a enfrentar com vantagem as forças policiais e não raro também as militares?
A resposta é simplicíssima: quem ganha com o tráfico de drogas é quem produz e vende drogas. O maior, se não o único fornecedor de drogas ao mercado brasileiro são as Farc, Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia. São elas, também, que dão adestramento militar e assistência técnica ao Comando Vermelho, ao PCC e a outras quadrilhas locais.
Já faz dez anos que o então principal traficante brasileiro, Fernandinho Beira-Mar, preso na Colômbia, descreveu em detalhes a operação em que trocava armas contrabandeadas do Líbano por duas toneladas anuais de cocaína das Farc. Também faz dez anos que uma investigação da Polícia Federal chegou à seguinte conclusão: “A guerrilha tem o comando das drogas” (v. http://www.olavodecarvalho.org/semana/031002jt.htm). Se alguém ainda tem dúvidas a respeito, é que está gravemente afetado da Síndrome do Piu-Piu: “Será que eu vi um gatinho?”
Mas, dirá o leitor, não há também políticos envolvidos na trama, gente das altas esferas, que dirige tudo de longe, discretamente, sem mostrar a cara ou sujar as mãozinhas?
É claro que há. Mas só são invisíveis a quem tenha medo de os enxergar. Para descobri-los, basta averiguar quem, na política, protege as Farc. Não preciso dar nomes, preciso? Para avivar a memória, leia as listas de participantes do Foro de São Paulo, entidade criada precisamente para articular, numa estratégia revolucionária abrangente, a política e o crime.
Alguns ganham muito dinheiro com isso, mas nem todos, na lista, têm interesse financeiro direto no narcotráfico – o que não os torna menos criminosos, é claro. As Farc e organizações similares servem-lhes de arma de barganha, para criar o caos social, intimidar o inimigo e extorquir dele concessões políticas que valem muito mais do que dinheiro. Quando a guerrilha está em vantagem, os políticos – para usar uma expressão já velha – sublinham com as armas da retórica a retórica das armas, anunciando o advento de uma sociedade justa gerada no ventre do morticínio redentor. Quando a guerrilha está perdendo, eles usam o restinho dela como instrumento de chantagem, oferecendo a “paz” em troca da transformação dos bandos armados em partidos políticos, de modo a premiar a imensa lista de crimes hediondos com a abertura de uma estrada risonha e franca para a conquista do poder. Mais detalhes em http://www.olavodecarvalho.org/semana/070924dc.html.
São esses os barões. Não há outros.
A parceria deles com o narcotráfico vem de longe. Começou na Ilha Grande, nos idos de 70, quando os terroristas presos começaram a doutrinar os bandidos comuns e a ensinar-lhes os rudimentos da guerrilha urbana segundo o manual de Carlos Marighela. Naquela época os guerrilheiros e a liderança esquerdista em geral tinham um complexo de inferioridade: viam-se como uma elite isolada, sem raízes nem ressonância no “povo”, em cujo nome falavam com um sorriso amarelo. Por uma feliz coincidência, foram parar na cadeia numa época em que o filósofo germano-americano Herbert Marcuse tinha lhes dado uma idéia genial: a faixa de população mais sensível à pregação revolucionária não eram os trabalhadores, como pretendia Karl Marx, e sim os marginais – ladrões, assassinos, narcotraficantes. Que parassem de fazer pregação nas fábricas e buscassem audiência no submundo – tal era o caminho do sucesso. Quando as portas do cárcere se fecharam às suas costas, abriram-se para eles as portas da mais doce esperança: lá estava, no pátio da prisão, o tão ambicionado “povo”. Sua função no esquema? Transmutar o reduzido círculo de guerrilheiros em movimento armado das massas revolucionárias.
Em 1991, o projeto, em formato definitivo, já vinha exposto com toda a clareza no livro Quatrocentos Contra Um, de autoria do líder do Comando Vermelho, William da Silva Lima, publicado pela Labortexto e lançado ao público na sede da Associação Brasileira da Imprensa, entre aplausos de mandarins da intelectualidade esquerdista que ali viam materializados os seus sonhos mais belos de justiça e caridade. Mais que materializados, ampliados:
“Conseguimos aquilo que a guerrilha não conseguiu: o apoio da população carente. Vou aos morros e vejo crianças com disposição, fumando e vendendo baseado. Futuramente, elas serão três milhões de adolescentes, que matarão vocês nas esquinas.”
Todo o descalabro sangrento que hoje aterroriza a população do Rio de Janeiro não é senão a efetivação do plano aí esboçado com a ajuda dos mesmos luminares do esquerdismo que hoje pontificam sobre “segurança pública”.
O parágrafo seguinte não preciso escrever, porque já escrevi. Está no Diário do Comércio de 16 de outubro de 2009 (http://www.olavodecarvalho.org/semana/091016dc.html):
“Mais tarde os terroristas subiram na vida, tornaram-se deputados, senadores, desembargadores, ministros de Estado, tendo de afastar-se de seus antigos companheiros de presídio. Estes não ficaram, porém, desprovidos de instrutores capacitados. A criação do Foro de São Paulo, iniciativa daqueles terroristas aposentados, facilitou os contatos entre agentes das Farc e as quadrilhas de narcotraficantes brasileiros – especialmente do PCC –, dos quais logo se tornaram mentores, estrategistas e sócios. Foi o que demonstrou o juiz federal Odilon de Oliveira, de Ponta Porã, MS, pagando por essa ousadia o preço de ter de viver escondido, como de fosse ele próprio o maior dos delinqüentes (v. http://www.eagora.org.br/arquivo/Farc-ensina-seqestro-a-PCC-e-CV-afirma-juiz/ e sobretudo http://odilon.telmeworlds.sg/), enquanto os homens das Farc transitam livremente pelo país, têm toda a proteção da militância esquerdista em caso de prisão e até são recebidos como hóspedes de honra por altos próceres petistas.”
Mas também é claro que, entre esses dois momentos, os apóstolos da sociedade justa não ficaram parados: fizeram leis que dificultam a ação da polícia (o governador carioca Leonel Brizola chegou a bloqueá-la por completo), espalharam por toda a sociedade a noção de que os bandidos são vítimas e, a pretexto de combater o crime por meio de uma “política de inclusão”, construíram nos redutos da bandidagem obras de infra-estrutura que tornam a vida dos criminosos mais confortável e sua ação mais eficiente. No meio de tanta atividade meritória, ainda tiveram tempo de estreitar os laços tático-estratégicos entre as quadrilhas de delinqüentes e a militância política, articulando, nas reuniões do Foro de São Paulo, a colaboração entre as Farc e o MST, que hoje recebe da guerrilha colombiana o mesmo adestramento em técnicas de guerrilha que começou a ser transmitido aos presos da Ilha Grande na década de 70.
Falar em “ligações” da esquerda com o crime é eufemismo. O que há é a unidade completa, a integração perfeita, uma das mais formidáveis obras de engenharia revolucionária de todos os tempos. Não espanta que empreendimento de tal envergadura tenha a seu dispor, entre os “formadores de opinião”, um número até excessivo de colaboradores incumbidos de negar a sua existência.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

UNIVERSIDADE MACKENZIE: EM DEFESA DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO RELIGIOSA

A Universidade Presbiteriana Mackenzie vem recebendo ataques e críticas por um texto alegadamente “homofóbico” veiculado em seu site desde 2007. Nós, de várias denominações cristãs, vimos prestar solidariedade à instituição. Nós nos levantamos contra o uso indiscriminado do termo “homofobia”, que pretende aplicar-se tanto a assassinos, agressores e discriminadores de homossexuais quanto a líderes religiosos cristãos que, à luz da Escritura Sagrada, consideram a homossexualidade um pecado. Ora, nossa liberdade de consciência e de expressão não nos pode ser negada, nem confundida com violência. Consideramos que mencionar pecados para chamar os homens a um arrependimento voluntário é parte integrante do anúncio do Evangelho de Jesus Cristo. Nenhum discurso de ódio pode se calcar na pregação do amor e da graça de Deus.

Como cristãos, temos o mandato bíblico de oferecer o Evangelho da salvação a todas as pessoas. Jesus Cristo morreu para salvar e reconciliar o ser humano com Deus. Cremos, de acordo com as Escrituras, que “todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Romanos 3.23). Somos pecadores, todos nós. Não existe uma divisão entre “pecadores” e “não-pecadores”. A Bíblia apresenta longas listas de pecado e informa que sem o perdão de Deus o homem está perdido e condenado. Sabemos que são pecado: “prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, contendas, rivalidades, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias” (Gálatas 5.19). Em sua interpretação tradicional e histórica, as Escrituras judaico-cristãs tratam da conduta homossexual como um pecado, como demonstram os textos de Levítico 18.22, 1Coríntios 6.9-10, Romanos 1.18-32, entre outros. Se queremos o arrependimento e a conversão do perdido, precisamos nomear também esse pecado. Não desejamos mudança de comportamento por força de lei, mas sim, a conversão do coração. E a conversão do coração não passa por pressão externa, mas pela ação graciosa e persuasiva do Espírito Santo de Deus, que, como ensinou o Senhor Jesus Cristo, convence “do pecado, da justiça e do juízo” (João 16.8).

Queremos assim nos certificar de que a eventual aprovação de leis chamadas anti-homofobia não nos impedirá de estender esse convite livremente a todos, um convite que também pode ser recusado. Não somos a favor de nenhum tipo de lei que proíba a conduta homossexual; da mesma forma, somos contrários a qualquer lei que atente contra um princípio caro à sociedade brasileira: a liberdade de consciência. A Constituição Federal (artigo 5º) assegura que “todos são iguais perante a lei”, “estipula ser inviolável a liberdade de consciência e de crença” e “estipula que ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política”. Também nos opomos a qualquer força exterior – intimidação, ameaças, agressões verbais e físicas – que vise à mudança de mentalidades. Não aceitamos que a criminalização da opinião seja um instrumento válido para transformações sociais, pois, além de inconstitucional, fomenta uma indesejável onda de autoritarismo, ferindo as bases da democracia. Assim como não buscamos reprimir a conduta homossexual por esses meios coercivos, não queremos que os mesmos meios sejam utilizados para que deixemos de pregar o que cremos. Queremos manter nossa liberdade de anunciar o arrependimento e o perdão de Deus publicamente. Queremos sustentar nosso direito de abrir instituições de ensino confessionais, que reflitam a cosmovisão cristã. Queremos garantir que a comunidade religiosa possa exprimir-se sobre todos os assuntos importantes para a sociedade.

Manifestamos, portanto, nosso total apoio ao pronunciamento da Igreja Presbiteriana do Brasil publicado no ano de 2007 [LINK http://www.ipb.org.br/noticias/noticia_inteligente.php3?id=808] e reproduzido parcialmente, também em 2007, no site da Universidade Presbiteriana Mackenzie, por seu chanceler, Reverendo Dr. Augustus Nicodemus Gomes Lopes. Se ativistas homossexuais pretendem criminalizar a postura da Universidade Presbiteriana Mackenzie, devem se preparar para confrontar igualmente a Igreja Presbiteriana do Brasil, as igrejas evangélicas de todo o país, a Igreja Católica Apostólica Romana, a Congregação Judaica do Brasil e, em última instância, censurar as próprias Escrituras judaico-cristãs. Indivíduos, grupos religiosos e instituições têm o direito garantido por lei de expressar sua confessionalidade e sua consciência sujeitas à Palavra de Deus. Postamo-nos firmemente para que essa liberdade não nos seja tirada.

Este manifesto é uma criação coletiva com vistas a representar o pensamento cristão brasileiro.

Para ampla divulgação.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Presente de Deus para nossa família

Com este recurso, nossos familiares que estão distantes e nossos amigos poderão acompanhar o crescimento do Mateus.





Grande abraço a todos.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

terça-feira, 14 de setembro de 2010

O projeto de poder cada vez mais escancarado!


Já fui advertido quanto à forma com a qual me refiro ao presidente Lula. Tentei muito não escrever mais sobre ele. Tenho coisas mais importantes a fazer e, escrever sobre Lula é sempre um desafio. O desafio é saber quando ele irá parar de enganar, mentir e colocar o país numa rota de colisão contra a democracia. É preciso lembrar que democracia para o chefe da petralhada é uma democracia socialista soviética, um único partido mandatário, pequenos partidos, e todos eles, claro, subservientes aos seus desmandos.
É preciso estar atento. Logo de manhã, vejo a notícia do portal do Último Segundo, IG, (você poderá conferir a reportagem na íntegra no link:



A reportagem informa que o pseudo defensor da democracia soltou sua pérola: “Temos que extirpar o DEM da política brasileira”. E por que isso? Porque o chefe do mensalão (confira o livro do Ivo Patarra – O chefe) ainda está magoado pelo que aconteceu com ele em 2005, quando pediram seu Impeachment. Pena que não aconteceu. A oposição recuou covardemente. Estaríamos melhores sem o Lula.
É bom lembrar que por muito menos o Collor (que hoje pede votos para Dilma) foi deposto. Mas, como Lula se considera acima do bem e do mal, insiste em se posicionar ao lado do mal, chamando-o de bem.
Não há democracia verdadeira sem que haja oposição verdadeira. Direita e esquerda. Alternância de poder.

Somente um ditador, ou aspirante a essa grotesca figura, pensa assim.
Lula não quer uma democracia real. Quer uma democracia lulista. Quer continuar com os mensalões, com os apadrinhamentos, mentindo ao povo brasileiro, escondendo os acordos firmados no Foro de São Paulo, sucateando nossas instituições, implicando o TCU, pervertendo a história, ufa... como disse no início, falar sobre o Lula é sempre um desafio. As coisas ruins parecem não ter fim.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Uma declaração excelente!


“Fiz uma aliança com Deus: que Ele não me mande visões, nem sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer tanto para esta vida quanto para o que há de vir”

Lutero.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

O pesadelo continuará?

Acabei de ler no site de jornalismo do IG, Último Segundo, a nova ideia do Lula de criar uma organização política, depois que sair da presidência.
Ora, a experiência deste cidadão é a criação do PT, do Foro de São Paulo e de movimentar sindicatos e as verbas polpudas.
Já foi desmascarado no livro do Ivo Patarra, “O Chefe”, não apenas como sabedor das peripécias criminosas dos seus subordinados (caso mensalão), como era o mandante.
Temos agora a péssima notícia de que este cidadão não nos deixará em paz. Estrangular a classe média para suas fanfarronices não foi suficiente. Continuará a implantar o projeto de poder, seguindo a cartilha do Foro de São Paulo.
O Sr. Lula ou o PT, debocham plenamente da democracia. Para eles, democracia é: nós falamos e o resto fica calado. E querem perpetuar essa monstruosidade que sangra os cofres públicos e sucateia nossas instituições.

Informações do site último segundo: http://ultimosegundo.ig.com.br/eleicoes/lula+diz+que+vai+criar+organizacao+politica+depois+da+presidencia/n1237763690395.html

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Um Passe de Mágica (ou) A Ilusão do Brasil...

Extraído do blog do Helio Angotti.

O BLOG DE ADRIANA VANDONI ESTÁ CENSURADO POR ORDEM JUDICIAL!


Mulher de coragem que fala o que deve, está sendo punida pelo governo Lula! Veja abaixo o texto que foi censurado pelo governo Lula.
Publicado por
Adriana Vandoni

"Já tivemos presidentes para todos os gostos, ditatorial, democrático, neo-liberal e até presidente bossa nova. Mas nunca tivemos um vendedor de ilusão como o atual. Também nunca tivemos uma propaganda à moda de Goebbels no Brasil como agora. O lema de Goebbels era uma mentira repetida várias vezes, se tornará uma verdade. O povo, no sentido coletivo, vive em um jardim de infância permanente.


Vejamos alguns dados vendidos pelo ilusionista:

O governo atual diz que pagou a divida externa, mas hoje, ela está em 230 bilhões de dólares. Você sabia ou não quer saber? A pergunta é: pagou? Quitou? Saldou? Não.


Mas uma mentira repetida várias vezes torna-se verdade.

Pagamos sim, ao FMI, 5 bilhões de dólares, o que portanto mostra apenas quão distante estamos do que é pregado para o povo. Nossa dívida interna saltou de 650 bilhões de reais em 2003, para 1 trilhão e 600 bilhões de reais hoje, e a nossa arrecadação em 2003 ano da posse do ilusionista que foi de 340 bilhões, em 2008 foi de 1 trilhão e 24 bilhões de reais.

Este ano a arrecadação caiu 1% e, olhem bem, as despesas aumentaram 16,5%. Mas esses dados são empurrados para debaixo do tapete.

Enquanto isso os petralhas estão todos de bem com a vida, pois somente com nomeação já foram 108 mil, isso sem contar as 60 mil nomeações para cargos de comissão.


É o aparelhamento do Estado.

Enquanto isso os gastos com infra-esturutra só subiram apenas 1%, já as despesas com os companheiros subiram para mais de 70%.

Como um país pode crescer sem em infra-estrutura, sendo essa inclusive a parte que caberia ao governo?

O PT vai muito bem, os companheiros estão todos muito bem situados, todos, portanto, estão fora da marolinha, mas nos outros estamos sentindo o peso do Estado petista ineficiente, predador e autoritário.

Nas áreas cruciais em que se esperaria a mão forte e intervencionista do governo, ou seja, na saúde, educação e segurança o que temos são desastres e mais desastres, mortandades.

O governo Lula que fala tanto em cotas raciais para a educação, basta dizer que entre as 100 melhores universidades do mundo, o Brasil passa longe. Já os Estados Unidos (eta capitalismo) possuem 20 universidades que estão entre as 100 melhores. O Brasil não aparece com nenhuma..


São números.

O governo Lula também desfralda a bandeira da reforma agrária. O governo anterior fez mais pela reforma agrária que o PT, mas claro, esses números não interessam. Na verdade não deveriam interessar mesmo. Basta dizer que reforma agrária é mais falácia do que coisa concreta em beneficio da sociedade. Se querem saber, em todos os países onde houve reforma agrária, logo em seguida eles se tornaram países importadores de alimento. A ex-URSS, Cuba e China são exemplos claros do que estou afirmando. Mas continuamos com o discurso de reforma agrária. A URSS quando Stalin coletivizou a terra, passou a ser importadora de alimento e consequentemente a ser um dos responsáveis pelo aumento do preço do alimento no mundo. Entendam. Cuba antes da comunização com Fidel, produzia 12 milhões de toneladas de açúcar do mundo, hoje não produz nem 2 milhões. A Venezuela tão admirada por Lula produzia 4 mil quilos de feijão por hectares, depois da reforma agrária praticada pelo coronel Hugo Chaves só produz 500 kg por hectares. Mas os socialistas não sabem nem querem saber dessas questões, o trabalho que dá para produzir, para gerar alimentos, isso porque eles tem a sociedade para lhes pagar o salário, as contas e as mordomias, além de dinheiro do contribuinte para colocar comida na sua mesa. Mas eles não sabem nem querem saber sobre o que é produzir, cultivar, plantar alimentos. Pois bem, os companheiros acreditam nos milagres da reforma agrária.


Dizem que estão mudando o país. É para gargalhar.

Agora incrível, e hoje está mais do que comprovado, que a diminuição dos impostos nos setores de eletrodoméstico fez o comércio e indústria neste setor produzir e vender mais. O aquecimento na venda de carros também surtiu efeito com a redução de impostos. O que fica definitivamente comprovado que imposto nesse país é um empecilho ao progresso e ao desenvolvimento.

Mas o discurso dos petistas é outro. Ou seja, uma mentira repetida várias vezes torna-se verdade.

É o ilusionismo de Lula."

COMO O BLOG FOI AMORDAÇADO JUDICIALMENTE PELO GOVERNO, VAMOS DIVULGÁ-LO!

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Verdadeiro Jornalismo Colombiano. Uma lição aos jornalistas brasileiros.

Um verdadeiro jornalista expos o ditador e mentiroso Hugo Chaves ao ridículo, questionando-o sobre sua relação com as FARC, em especial sobre o pedido de 1 minuto de silêncio pela morte de Raúl Reyes.
Irritado, Chaves chamou o jornalista de mentiroso. No final do programa “La Noche”, Claudia Gurissati apresenta o momento da entrevista e desmascara Chávez perante o país e o mundo, apresentando partes dos vídeos em que ele fez essa defesa. Veja logo abaixo.





Este vídeo e esta mátéria foram retirados do blog Notalatina, da Graça Salgueiro e vale conferir!

Grande abraço a todos.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Mateus

Eis o presente de Deus para nós... Bem vindo Mateus!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Fugindo da ignorância.


A ignorância é mesmo um problema. Pior ainda quando a ignorância é alimentada pelo próprio ignorante. Alguns anos atrás, discuti com uma jovem senhora a respeito da heresia G12 (mais uma dentre tantas que surgiu na igreja evangélica brasileira). Depois de aproximadamente duas horas de conversa, ela defendendo o modelo G12 e eu argumentando contra, fiz a proposta de enviar os documentos em espanhol, confirmando o que eu estava dizendo. E, confirmando-se pelos documentos, ela deveria abandonar o tal movimento. Para minha surpresa ela afirmou categoricamente que não abandonaria, pois tinha certeza que o mentiroso era eu, não dando a mínima para o que era concreto.

Há muitos assim em relação a política, especialmente quanto ao presidente da república. Para os ignorantes que jogam fora as provas para permanecer no obscuro do engano, indico o livro do Sr. Ivo Patarra, “O chefe”. Segue o link para baixar gratuitamente o livro: http://www.escandalodomensalao.com.br/index.php

Neste livro há inúmeros fatos incontestáveis (caso do mensalão) desmascarando a idoneidade deste senhor que está a frente do poder Executivo. Ele (Lula), não apenas sabia de tudo como era o seu mandante.

É uma vergonha ver tanta podridão acobertada pela mídia.

Curioso também é ver alguns esperneando sobre a ditadura. Ora, atualmente vivemos um cerceamento da informação digno de um regime totalitarista soviético ou chinês. Isso jamais aconteceu no regime militar. Havia informações e mais informações sobre tudo.

Bom, já escrevi demais. Meu interesse era de fazer a propaganda do livro do Ivo Patarra.

Antes de encerrar, gostaria de dizer aos comunistas e simpatizantes do Lula que porventura passarem por este blog com críticas ao que escrevo, faça o favor de ler primeiro o livro. Quem sabe vocês não são acordados da Matrix em que vivem.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Bravura Parlamentar!

Indenização a anistiados sofrerá revisão pelo TCU.


Ainda há esperança neste País. Acabei de ler uma reportagem no site do IG, último segundo, a informação de que o TCU irá revisar 4 bilhões pagos a anistiados.


Essa vergonhosa e descabida indenização já deveria ter sido revista há muito tempo. Na maioria dos casos, os contemplados agiram contra o Estado de Direito. Esta esquerda mentirosa e vingativa deve ser desmascarada mesmo.


Para conhecerem o que os criminosos fizeram, recomendo o livro de Carlos Alberto Brilhante Ustra, Coronel Reformado do Exército Brasileiro, “A verdade Sufocada - A história que a esquerda não quer que o Brasil conheça”.

Parabéns ao TCU pela iniciativa corajosa.


Segue abaixo a reportagem na íntegra.


TCU decide rever R$ 4 bilhões pagos a anistiados.


Pagamentos às viúvas de Carlos Lamarca e dos jornalistas Ziraldo Pinto e Sérgio Jaguaribe devem ser os primeiros revistos.


AE 12/08/2010 09:37


O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu, na quarta-feira, revisar cerca de R$ 4 bilhões em indenizações a perseguidos políticos já pagas ou aprovadas em pouco mais de sete anos. No total, serão objeto da análise do órgão 9.371 benefícios já concedidos pela Comissão de Anistia com base na lei que garantiu o pagamento de indenização do Estado às vítimas de perseguição política até 1988, ano em que a Constituição foi aprovada.


A partir dessa decisão, o procurador do Ministério Público na entidade, Marinus Marsico, promete prioridade para três casos: os da viúva de Carlos Lamarca e dos jornalistas Ziraldo Alves Pinto e Sérgio Jaguaribe, o Jaguar. Os três são exemplos de indenizações que devem ter os valores reduzidos.


"Vamos tentar economizar milhões para os cofres públicos, começando pelos casos mais flagrantemente irregulares", afirmou o procurador, logo após o resultado da votação em plenário - foram cinco votos a três a favor da revisão dos benefícios aprovados aos anistiados políticos. Procurado ontem, o presidente da Comissão da Anistia, Paulo Abrão, disse que só se manifestaria hoje sobre a decisão do órgão.


Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/tcu+decide+rever+r+4+bilhoes+pagos+a+anistiados/n1237746162760.html

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Cegueira espiritual




A teologia da prosperidade sempre cativou inúmeras pessoas, exatamente pela proposta de sanar todos os problemas, ou seja, riqueza, saúde e bem-estar. Esta teologia surge nos Estados Unidos da década de 40, mas somente na década de 80 ela chega ao Brasil. Mas é a partir da década de 90 que ela ganha fôlego e creio que hoje vivemos o ponto mais alto desta heresia. Num primeiro momento, a igreja brasileira soube resistir aos encantos desta aberração teológica que produziu marcas antibíblicas para autenticar a ação do Espírito Santo na vida das pessoas.
Como explicar a atual situação em que tal abominação ganha cada vez mais espaço? Penso que a proposta vai além de simplesmente ajudar a conquistar coisas, antes, estabelece prioridades ao coração humano. A teologia da prosperidade bem que poderia ser chamada de “teologia da vontade humana”, afinal, é exatamente isso que ela estabelece e contempla, a vontade humana sobre as questões da vida, sejam elas riqueza, saúde ou bem-estar. E o que está em evidência não é a necessidade material, mas o desejo do coração rebelde.
Recorrer ao ensino da Palavra do Senhor é sempre o caminho mais seguro. Aprendemos em Mateus 6.21: “porque, onde está o teu tesouro, aí estará o teu coração”. Percebemos que o coração de muitos que estão na igreja ao está em Deus mas sim, está em si mesmo. O disfarce é a riqueza, a saúde e o bem-estar, mas a realidade é uma idolatria de si mesmo, e esta é a verdadeira e preocupante cegueira espiritual. Outro importante ensino é a maravilhosa declaração de Asafe no Salmo 75: “Quem mais tenho eu no céu? Não há outro em quem eu me compraza na terra”. Entretanto, muitos estão cegos a esta bendita realidade. Não se contentam em Deus, antes, necessitam de ter o desejo irrefreável do coração satisfeito, e isso a qualquer custo.
Muito se escreveu sobre cegueira espiritual e como devemos fazer para deixar tal cegueira. Ora, isso não é matéria de mérito pessoal, antes é uma matéria que envolve a fé bíblica. Não é fé que poderemos ou faremos, mas é fé no redentor Jesus. Fé nas obras que ele fez. Fé na maravilhosa, perfeita e suficiente obra de salvação, ou seja, fé no autor e consumador da fé, Jesus Cristo (Hebreus 12.2). Pois somente a fé genuína receberá o santo ensino da Palavra de Deus e será por ele devidamente educado, corrigido e exortado a permanecer fiel, ainda que “Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco, e nos currais não haja gado, todavia, eu me alegro no Senhor, exulto no Deus da minha salvação.” (Habacuque 3.17 e 18)
Cegueira espiritual está intimamente ligada a rebeldia, pois, o cego espiritual vê a bondade do Senhor, sabe que ele está no controle de todas as coisas, sabe que Deus é justo juiz (Salmo 7.11), entretanto, pela cegueira espiritual (rebeldia), ignora todos estes preceitos, ignora esta bendita realidade, e, por fim, não descansa nos retos caminhos do ensino bíblico, pois tem de satisfazer sua própria vontade em detrimento da Palavra do Senhor.
Não é prudente, não é santo e não é recomendável que os cristãos verdadeiros procedam assim.
O que importa não é a nossa vontade satisfeita, antes importa que a vontade de Deus, mesmo contrariando nossa vontade, prevaleça em nosso coração, norteando nossas decisões.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Polvo espertalhão

Encontrei esta imagem no blog do meu amigo Helio Angotti, o qual recomendo.
Grande abraço a todos.


segunda-feira, 19 de julho de 2010

Pt e Farc - Ligações perigosas, somente para o Brasil.


Acabei de ler o insulto do Ministro Paulo Bernardo contra o candidato a vice de José Serra,Indio da Costa (DEM-RJ), chamando-o de idiota.
A suposta idiotice de Indio da Costa (DEM-RJ), foi simplesmente declarar o que todos já sabem há muito tempo, ou seja, a cooperação entre Farc e PT.
Segue a notícia:

"Bernardo: Indio da Costa 'se comporta como um idiota'
Ministro do Planejamento classificou o candidato a vice-presidente de José Serra de 'despreparado'
Agência Estado | 19/07/2010 14:03
Mudar o tamanho da letra: A+ A-
O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, criticou hoje as declarações do candidato a vice-presidente na chapa de José Serra (PSDB), Indio da Costa (DEM-RJ). Em entrevista ao portal do PSDB, Indio da Costa associou o PT às Forças Revolucionárias Armadas da Colômbia (Farc) e ao narcotráfico.

"O comportamento desse rapaz mostra que ele não está preparado. É uma pessoa despreparada", criticou Bernardo. "E é ruim para o candidato da oposição colocar uma pessoa que se comporta como um idiota, porque, francamente, o comportamento dele é de idiota."

Questionado se é o caso de interpelar judicialmente o candidato, o ministro disse que sim. "Acho que é. Mas como eu não respondo pelo PT, isso tem que ser resolvido lá nas instâncias partidárias", disse Bernardo, que participou da cerimônia de assinatura da medida provisória (MP) que facilita o financiamento para obras de infraestrutura para a Copa do Mundo em 2014 e a Olimpíada em 2016."
link para conferência: http://ultimosegundo.ig.com.br/eleicoes/bernardo+indio+da+costa+se+comporta+como+um+idiota/n1237722842655.html

Vontando a comentar o assunto: Perceberam que o Ministro desqualifica Indio da Costa, entretanto, em momento algum ele o chama de mentiroso.
Essa é a mentalidade dos dementes. Hoje, falar a verdade é ser idiota!
Isso parece indicar algo positivo no cenário político. Como este meio já está pra lá de podre, qualquer boa notícia soa como uma boa luz no fim deste túnel macabro que o PT deseja enfia o Brasil e os brasileiros.
Deus nos livre disso e do PT.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Confrontando a Pós-Modernidade

Vi este vídeo no blog Resistência Protestante e, pela importância da mensagem, resolvi postar aqui também.

Os roteiristas do seriado norte-americano ER (Plantão Médico) tiveram um momento de grande lucidez ao criarem uma cena em que um médico à beira da morte é aconselhado por uma capelã "evangélica" pós-moderna. Assista agora:



Salmo 23 e o contentamento cristão.


O Salmo 23 é um dos salmos mais belos, mais lembrados, mais decorados. Entretanto, constata-se que muitos cristãos se limitaram a decorar o salmo 23 somente pelo primeiro versículo. De fato, o primeiro versículo é muito importante, com toda certeza, mas o Salmo 23 tem mais 5 versículos e todos eles formam uma estrutura extraordinária para a vida cristã. Pessoalmente qualificaria o famoso Salmo 23 como um retrato de uma autêntica vida cristã.
O que seria da nossa vida se não conhecêssemos o Senhor exatamente como ele é, ou seja, Senhor! Seríamos nossos próprios donos e senhores do nosso destino? Isso soaria maravilhoso para alguns, mas, para aqueles que já desfrutam da preciosa comunhão com o Deus Altíssimo, absolutamente nada se compara ao privilégio de conhecer e servir a Deus entendendo que ele é Senhor.
Vejamos uma incoerência, dentre muitas outras, da vida cristã. O Salmo 23 é um dos salmos mais conhecidos e um dos salmos mais esquecidos. O fato de alguém saber recitar o primeiro versículo não significa que tal pessoa conhece o que está dizendo.
Quantos cristãos vivem uma eterna insatisfação em praticamente todas as áreas da vida? Para estes, sempre falta alguma coisa. Sempre alguém deve ser culpado por suas inquietações. Seu semblante é sempre tristonho. Sua perspectiva de vida sempre pessimista. Sempre agitado de um lado para outro, como se estivesse numa montanha russa desgovernada. Quantos estão atrás de “coisas novas” porque as “coisas velhas” não funcionam?
Eis a Palavra do Senhor, ressoando como poderosa trombeta aos ouvidos surdos de uma geração inquietante, proclamando: “O Senhor é meu (seu) pastor; nada me faltará.” O insensato insiste em dizer que falta. O verdadeiro cristão sabe que não faltará, pois Deus assim o disse em sua Palavra. Ainda que as piores coisas aconteçam, ainda que enfrentemos inúmeras dificuldades ou mesmo os nossos próprios pecados, ainda assim, temos a bendita realidade celestial declarada na Palavra de Deus e nada nos faltará, pois Deus estará conosco. É por isso que nada nos falta, pois Deus é Todo Poderoso para suprir todas as nossas necessidades, ou corrigi-las, em Cristo Jesus.
Há sempre um manancial de esperança para o verdadeiro cristão, uma vez que ele descansa em Deus. Há sempre muitas razões para alegrar-se e louvar a Deus, pois ele tem sido bondoso em todo tempo.
Muitos cristãos atribuem maior peso e significado aos problemas e dificuldades momentâneas, esquecendo-se que temos sempre muito mais para estarmos alegres do que tristes. O SENHOR É NOSSO PASTOR! Isso deveria bastar para aquietar nosso coração.
Eleitos do Senhor, ainda não perceberam que a principal mensagem do salmo 23 não são os pastos verdejantes? A principal e bendita mensagem é que, seja em pastos verdejantes, seja no vale da sombra da morte, Deus estará conosco! Jamais seremos órfãos (João 14.18). E pelo fato de Deus estar conosco, poderemos também afirmar que “bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do Senhor para todo o sempre.”

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Sobre a Igreja




De tempos em tempos surgem ideias mirabolantes para estimular a fé dos fieis e a dinâmica da igreja. Em meio a esta inquietação, habitualmente surge a pergunta: “o que podemos fazer para melhorar a igreja”? Na tentativa de responder a este questionamento, o que se observa é uma tentativa sociológica, pessoal e criativa para melhorar a igreja. Raramente temos um exame sério, profundo, diligente e corajoso da Escritura Sagrada para responder a pergunta “o que fazer para melhorar a igreja”?
Sempre que nos propomos a pensar sobre a igreja, deveríamos partir da Palavra de Deus e não da nossa limitada e distorcida capacidade. A coragem para responder qualquer questionamento jamais poderia encontrar outro terreno, senão o que advém da Palavra de Deus, mesmo que isso implique em apresentar uma contracultura, mesmo que seja uma contracultura contra a própria igreja evangélica.
No início da década de 90, surgiram os famosos congressos de avivamento no meio presbiteriano, com a intenção de estimular e incentivar a igreja. O mesmo aconteceu em outras igrejas com reuniões supostamente extraordinárias. Até hoje vemos nos jornais e nas propagandas os maus frutos deste tempo. “Grande concentração de Fé”, “Grande Campanha da Prosperidade”, “Avivamento Total”, “Grande Despertamento”, “Tempos de Novidades”, e outros títulos, são algumas das propagandas encontradas.
Entramos num período de “vale tudo” para estimular a fé, só não vale usar tão somente a Palavra de Deus, a Bíblia. Pode-se usar o óleo ou a água; acreditar em absolutamente tudo o que o líder disser; depositar todas as esperanças em algum método ou seguir qualquer um dos falsos apóstolos de hoje. Só não ouse ser exclusivamente bíblico, pois isso é um crime, uma verdadeira ofensa, pois dizem que isso é coisa do passado e que os tempos são outros.
De fato, vivemos em outros tempos. Tempos maus! E, portanto, este é exatamente o tempo para refletir com integridade o ensino da Escritura Sagrada, a Santa Palavra de Deus, nossa única e suficiente regra de fé e prática. Pão e circo (entretenimento) é o que muitos estão procurando.
O que poderíamos fazer para melhorar nossa igreja? Em primeiro lugar, aquietar o coração em adoração naquilo que já foi feito na cruz do calvário por nosso Senhor Jesus Cristo. Em segundo lugar, submeter o coração em descanso na bendita realidade da soberania de Deus. Em terceiro lugar, alegrar-se com as promessas de Deus para igreja e juntarem-se aqueles que bravamente testemunharam no passado com um testemunho adequado no presente. E ainda temos um espaço especial para a oração. Orar a Deus para sustentar a liderança e levantar outros a permanecer fiéis, sendo você mesmo um destes fiéis.
Quando Jesus Cristo retornar, não pedirá um relatório das atividades criativas, nem de quantos shows foram produzidos; também não pedirá contas dos nossos planos estratégicos, mas buscará e achará exclusivamente aqueles que permanecerem fiéis.
“Venho sem demora. Conserva o que tens para que ninguém tome a tua coroa.” Apocalipse 3.11.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Documentário Dinheiro de Sangue - A verdadeira face do movimento abortista

Segue aí mais uma grave denúncia contra a milionária industria abortista.


Discurso do ex-1º Ministro Australiano John Howard à Comunidade Muçulmana

Li recentemente este resumo do discurso do ex primeiro ministro da Austrália e não poderia deixar de compartlhar com os leitores deste blog. Boa leitura a todos.


A Europa devia seguir o exemplo... (e outros países também, entre eles o Brasil, deixando de permitir interferências espúrias entre nós, tais como: gigantescas terras indígenas, cotas raciais, quilombos e tudo o mais que, longe de unir, apenas serve para separar.




***

Discurso do 1º Ministro Australiano à comunidade Muçulmana

Aos Muçulmanos que querem viver de acordo com a lei do Sharia Islâmico foi-lhes dito muito recentemente para deixarem a Austrália, no âmbito das medidas de segurança tomadas para continuar a fazer face aos eventuais ataques terroristas.

Aparentemente, o Primeiro Ministro John Howard chocou alguns muçulmanos australianos declarando que apoiava agências-espiãs encarregadas de supervisionar as mesquitas da nação.

Citação:
` OS IMIGRANTES NÃO-AUSTRALIANOS, DEVEM ADAPTAR-SE. É pegar ou largar ! Estou cansado de saber que esta nação se inquieta ao ofendermos certos indivíduos ou a sua cultura. Desde os ataques terroristas em Bali, assistimos a uma subida de patriotismo na maioria do Australianos.`

`A nossa cultura está desenvolvida desde há mais de dois séculos de lutas, de habilidade e de vitórias de milhões de homens e mulheres que procuraram a liberdade.`

`A nossa língua oficial é o Inglês; não é o Espanhol, o Libanês, o Árabe, o Chinês, o Japonês, ou qualquer outra língua. Por conseguinte, se desejam fazer parte da nossa sociedade, aprendam a nossa língua!`

`A maior parte do Australianos crê em Deus. Não se trata de uma obrigação cristã, de influência da direita ou pressão política, mas é um facto, porque homens e mulheres fundaram esta nação sobre princípios cristãos, e isso é ensinado oficialmente. É perfeitamente adequado afixá-lo sobre os muros das nossas escolas. Se Deus vos ofende, sugiro-vos então que encarem outra parte do mundo como o vosso país de acolhimento, porque Deus faz parte da nossa cultura.`

`Nós aceitaremos as vossas crenças sem fazer perguntas. Tudo o que vos pedimos é que aceitem as nossas e vivam em harmonia e em paz connosco.

`ESTE É O NOSSO PAÍS, A NOSSA TERRA, E O NOSSO ESTILO DE VIDA`. E oferecemos-vos a oportunidade de aproveitar tudo isto. Mas se vocês tem muitas razões de queixa, se estão fartos da nossa bandeira, do nosso compromisso, das nossas crenças cristãs, ou do nosso estilo de vida, incentivo-os fortemente a tirarem partido de uma outra grande liberdade australiana: `O DIREITO de PARTIR.`

`Se não são felizes aqui, então PARTAM. Não vos forçamos a vir para aqui. Vocês pediram para vir para cá. Então, aceitem o país que vos aceitou.`

(Talvez se fizéssemos circular isto entre nós, entre todos os cidadãos do mundo, encontraríamos o meio de falar e espalhar as mesmas verdades. A comissão Bouchard-Taylor deveria inspirar-se nesta declaração antes de qualquer outra.)

Fonte: http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=3506&cat=Discursos

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Tempo do Engano e a verdadeira Idade das Trevas



Se a idade média é acusada de ser a “idade das trevas”, como qualificaríamos este nosso tempo em que a verdade é simplesmente um fragmento sem grande importância?
Nestes tempos em que o “amor” é o que importa, observamos a tragédia da falta de amor em todos os cantos. A falsa ideia, a utopia e a perversão deste termo, relegaram a verdade a um canto obscuro e impreciso. Em outras palavras, é preferível o amor à verdade.
Refletindo o que diz a Escritura Sagrada, é preferível a “verdade em amor” (Ef. 4.5) e mais, “Porque nada podemos contra a verdade, senão em favor da própria verdade.” (2 Corintios 13.8).
Nestes tempos de imprecisão e de aversão ao que é verdadeiro, eis a igreja como luzeiro em meio a trevas que se espalham rapidamente. Temo que a igreja deva ser inclusive luzeiro para a própria igreja em muitas ocasiões.
Uma vez que muitas igrejas/denominações estão caminhando já distantes da verdade, pois estão mais interessadas em agradar o cliente, em satisfazer seus ouvintes negligentes do que honrarem ao Deus dos Exércitos, a igreja deve aprender e reaprender a amar o que é verdadeiro, pois assim está escrito: “Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento. O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso praticai; e o Deus da paz será convosco.” (Fl. 4. 8 e 9).
A Palavra do Senhor é fundamental! A igreja necessita de homens e mulheres especialistas em Bíblia, tendo a mente treinada na verdade, por amor a Jesus Cristo.
Se não nos alegrarmos com a verdade, como poderemos entender que há algum sentido na amizade, na comunhão, na igreja e na vida? E é bom esclarecermos que por verdade, entendemos o que está revelado na Palavra do Senhor, na Bíblia/Escritura Sagrada. Não há a menor possibilidade de uma igreja cristã ou uma família cristã, desenvolver suas atividades santas, sem que a verdade da Palavra esteja direcionando e corrigindo as motivações do coração.
Se não atentarmos para o que diz a Escritura Sagrada, como responderemos as questões do presente século? Diremos o que achamos? Mas não somos chamados para dizer o que achamos. Não há espaço para “achologia” na vida cristã, pois temos uma regra de fé e prática perfeita e suficiente para “...o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.” (2 Timóteo 3.16 e 17) , que deveria ser usada intensamente.
Nesta nossa idade do falso amor, de desilusões intensas, de amarguras e tragédias crescentes, de falsidade e de aparência, de mentiras e dissoluções, tudo sempre em detrimento da verdade (bíblica), a igreja deve usar o único remédio capaz de imunizar nosso coração do contágio do veneno que emana do falso ensino e do falso mestre. Tal remédio é a “lei do Senhor que é perfeita e restaura a alma” (Salmo 19.7a).
Nossos dias são dias obscuros, entretanto, está escrito “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos.” (Salmo 119.105). Por esta razão não precisamos temer, mas obedecer e abraçar o verdadeiro ensino da Escritura Sagrada.
O que o mundo produz, mesmo que seja amedrontador, jamais será mais eficiente do que o cuidado de Deus para com aqueles que guardam “no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti.” (Salmo 119.11).
Lembremos sempre que nosso Senhor Jesus Cristo venceu o mundo, e, nele, venceremos também!

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Parabéns Dunga... começou bem!

Acabei de ler uma matéria onde o ex jogador de futebol e atual comentarista da Band, Neto, dava um “brigueiro” no técnico Dunga, “pela forma desleixada, sem mostrar nenhum tipo de respeito ou admiração.” quando esteve com o Presidente Lula.
Para ver toda a matéria: http://g.br.esportes.yahoo.com/futebol/copa/noticias/craque-neto-dunga-politicamente-correto--esportes-craque-neto-dunga-politicamente-correto-26052010-48.html
Ora, se o Dunga não mostrou nenhuma admiração, o fez muito bem. Este sujeito (lula) não merece mesmo nenhuma admiração! Amigo de traficantes e ditadores não merece respeito nem admiração.
Dunga está de parabéns. Não sei se procedeu assim. E se procedeu assim, não sei se foi de caso pensado. Fazendo ou não, parabéns Dunga que não se encantou por alguém tão abaixo da crítica. Espero que a história ainda conte a verdadeira história deste cidadão, que infelizmente é nosso atual presidente.
Parabéns Dunga, começou bem!

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Pastores Voadores


Segue uma matéria da revista cristianismo hoje que relata que pastores estão comprando aviões particulares, em destaque a nova aquisição de Silas Malafaia de um jatinho no valor de 19 milhões de reais. Segue a materia na íntegra para quem não gosta de clicar em endereços da internet, mas podem clicar que é confiável.

Fonte: http://cristianismohoje.com.br/ch/pastores-voadores/

Pastores voadores
Desafiando a crise, líderes evangélicos brasileiros investem na compra de aviões particulares
Dizem que um homem pode ser medido pela grandiosidade dos seus sonhos. Se é mesmo assim, um seleto grupo de ministros do Evangelho anda sonhando alto – literalmente.


Dizem que um homem pode ser medido pela grandiosidade dos seus sonhos. Se é mesmo assim, um seleto grupo de ministros do Evangelho anda sonhando alto – literalmente. Desde o ano passado, diversos pastores brasileiros andam cruzando os céus em aviões próprios, um luxo antes somente reservado a altos executivos, atletas milionários e sheiks do petróleo. A justificativa para as aquisições, algumas na faixa das dezenas de milhões de dólares, é quase sempre a mesma: a necessidade de maior autonomia e disponibilidade para realizar a obra de Deus, o que, no caso dos grandes líderes, demanda constantes deslocamentos pelo país e exterior a fim de dar conta de pregações e participações em palestras e eventos de todo tipo. Eles realmente estão voando alto.
O empresário e bispo Edir Macedo, dirigente da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) tem feito a ponte aérea Brasil – Estados Unidos a bordo de um confortável Global Express, avaliado no mercado aeronáutico por US$ 50 milhões (cerca de R$ 85 milhões). Para comparar, o preço é semelhante ao do Rafale, o caça-bombardeiro francês que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sonha comprar para as Forças Armadas brasileiras. Equipado com sala de estar, dois banheiros, minibar e lavabo, além de um confortável sofá, o jato permite deslocamentos dos mais confortáveis até os EUA, onde Macedo mantém residência, e tem autonomia suficiente para levá-lo à Europa ou à África. O Global, adquirido em setembro numa troca por um modelo mais antigo, veio juntar-se à frota da Alliance Jet, empresa integrada ao grupo Universal e que já possuía um Falcon 2000 e um Citation X, juntos avaliados em 40 milhões de dólares.
Edir Macedo justifica o uso de aviões particulares dizendo que precisa levar a Palavra de Deus pelas nações onde a igreja atua, que já são mais de 120, e também para evitar transtornos aos passageiros dos aviões comerciais, pois sua pessoa costuma atrair muita atenção da mídia. Pode haver também outros motivos. Foi em voos particulares que a Polícia Federal descobriu, em 2005, que deputados e empresários ligados à Iurd transportavam dinheiro em espécie, no episódio que ficou conhecido como o caso das malas. Os valores, explicou a igreja na época, teriam sido arrecadados nos cultos e eram transportados dessa maneira por questão de segurança e praticidade até São Paulo e Rio de Janeiro, onde a denominação tem sua administração.
Já o missionário R.R.Soares, mais discreto que o cunhado Macedo, não fez alarde da aquisição do turboélice King Air 350, em novembro, fato noticiado pela revista Veja.. Avaliado em cerca de R$ 9 milhões, a aeronave transporta oito passageiros. Como tem uma agenda das mais apertadas, Soares viaja praticamente toda semana pelos mais de mil templos que sua Igreja Internacional da Graça de Deus tem no país, além de realizar cruzadas e gravar programas diários para a TV. Ele realmente tem pensado alto: a igreja também mantém parceria com a empresa de aviação Ocean Air, através da qual um percentual sobre cada passagem comprada por um membro da Graça reverte para a denominação.
“Conquista” – O que chama a atenção no aeroclube dos pastores são as justificativas espirituais para a compra das aeronaves. Renê Terra Nova, apóstolo do Ministério Internacional da Restauração em Manaus (AM) e um dos grandes divulgadores do movimento G12 no Brasil, conta que o seu Falcon é fruto de profecias de grandes homens de Deus como o pastor e conferencista americano Mike Murdock. Em abril de 2009, durante um evento em que ambos estavam, Murdock incentivou uma campanha de doações a fim de que Terra Nova pudesse realizar seu “sonho”. Após chamar Terra Nova à frente, ele mesmo anunciou que ofertaria R$ 10 mil reais, atitude logo seguida por dezenas de pessoas. O avião foi comprado em julho. Dizendo-se “constrangido” com a atitude, Terra Nova admitiu que aquele era seu desejo e que se submetia ao que considerava a vontade de Deus. “O Senhor é testemunha que este avião não é para vaidade, mas para estimular que outros ministérios a que também tenham aviões e, juntos, possamos voar para as nações da terra, pregando o evangelho de Jesus. Assim está estabelecido”, diz o líder em seu site.
“Conquista” e “resultado da fé” também foram as expressões usadas pelo pastor Samuel Câmara, da Assembleia de Deus de São José dos Campos (SP), para comemorar a compra de seu King Air C90, de quatro lugares. O religioso, que durante anos liderou a Assembleia de Deus em Belém (PA) – onde montou a Rede Boas Novas, conglomerado de rádio e TV que cobre vinte estados brasileiros –, se diz muito grato a Deus pela bênção, avaliada em R$ 8,5 milhões. Ele espera juntar-se a outros líderes para montar “uma esquadrilha de aviões para tocar o mundo todo”. Ano passado, Câmara também esteve no noticiário pelas denúncias que fez contra supostas irregularidades nas eleições para a presidência da Convenção Geral das Assembleias de Deus (CGADB).
Mas a aquisição aérea que mais chamou a atenção, dentro e fora do meio evangélico, foi concretizada pelo famoso pastor e apresentador de TV Silas Malafaia, da Assembleia de Deus da Penha, no Rio. Possuir uma aeronave própria era um objetivo anunciado pelo líder já há algum tempo, inclusive em seu programa Vitória em Cristo, um dos campeões de audiência na telinha evangélica. Além dos insistentes pedidos por ofertas para manter-se no ar, Malafaia constantemente tocava no assunto avião em suas falas. O empurrão que faltava foi dado pelo pastor americano Morris Cerullo, outro profeta da prosperidade proprietário de um luxuoso Gulstream G4. Num dos programas, levado ao ar em agosto, Cerullo admoestou os telespectadores a desafiar a crise global e participar de uma campanha de doações ao colega brasileiro – um chamado “desafio profético”, no valor de 900 reais, estipulado graças a uma curiosa aritmética que associava a cifra ao ano de 2009.
Aparentemente surpreso, Silas Malafaia assentiu com o pedido. Não se sabe quanto foi arrecadado a partir dali, mas o fato é que em dezembro o pastor anunciou que o negócio foi fechado por cerca de US$ 12 milhões, cerca de 19 milhões de reais. Trata-se de um jato executivo modelo Cessna com pouco uso. Um “negócio espetacular”, na descrição do próprio. Bastante combatido pela maneira ostensiva com que pede ofertas para seu ministério, o pastor Malafaia, que dirige também a Editora Central Gospel, recorre à consagrada oratória para se defender: “Quem critica não faz nada. Você conhece alguma coisa que algum crítico construiu? Crítico é um recalcado com o sucesso da obra alheia.”

sexta-feira, 23 de abril de 2010



Essa não é a primeira vez que vemos este câncer da sociedade brasileira demonstrar sua única natureza. Violência, sordidez, zombaria da Lei, agressões, vandalismo. O governo lulista quer por que quer que haja proibição do porte de arma. Entretanto, mostrado em cadeia nacional, nenhum destes bandidos do MST está na cadeia. O tal do rainha sumiu da mídia, mas continua a frente desta organização clandestina.
É revoltante saber que muitos estão trabalhando e pagando seus impostos para que o governo sustente uma horda como o MST.
Esse grupo criminoso jamais foi um movimento social. Já provaram que esse grupo recebe verba governamental indevidamente (crime). Já provaram que seus integrantes recebem treinamento de guerrilha. Já provaram que andam armados (crime). Já provaram que não obedecem a lei do País (crime). Já provaram que são desmatadores eficazes. Já provaram que venderam as terras pagas com o nosso dinheiro.
O Brasil não é de todos. O Brasil é dos marginais do MST, dos amigos do Lula, das Farcs.
Fica o alerta para essa corja toda! Nenhum engano ou mentira dura para sempre!
Grande abraço a todos... ou melhor, grande abraço a todos os que não pertencem ao MST, e não são lulistas.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Piedade Cristã Biblicamente Orientada



Ao longo das últimas décadas a igreja sofreu e continua sofrendo ataques mais perigosos do que os exércitos romanos em dura perseguição contra a igreja de Cristo. Os métodos de engano são mais sutis, são mais ardilosos, são mais cativantes ao crente desavisado e despreparado para “...responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós (nós)...” (I Pedro 3:15).
Um alvo desta degeneração da vida cristã é o entendimento popular do que é a piedade cristã. Hoje em dia o piedoso é identificado pelos olhos lacrimejantes, um ar de sofrimento no rosto e um tom de conversa mansa e supostamente humilde. Ora, muitos têm usado deste artifício para enganar igrejas, para seduzir e atrair muitos para ensinos distorcidos contra a Palavra de Deus, bem como para causar grandes discórdias entre irmãos. Piedade não é isso!
Piedade tem a ver com conhecimento de Deus. Um homem piedoso é um profundo conhecedor de Deus e de Sua Palavra. Um homem piedoso não se deixa enganar pelas seduções baratas ou bem arquitetadas, pois seu coração pertence a Deus. Um homem piedoso não se intimida diante da necessidade de professar e defender a fé bíblica. Um homem piedoso não barganha favores, nem se alia aos que estão em desacordo com a Palavra do Senhor.
O Livro dos Salmos é um exemplo extraordinário e urgente para quem deseja saber o que é piedade. É impossível alguém ser piedoso sem o conhecimento de Deus, segundo revelado na Escritura Sagrada.
Veremos brevemente como é a verdadeira piedade bíblica no Salmo 103. O homem piedoso adora a Deus intensa e constantemente (vrs.1 e 2);
A verdadeira piedade identifica a bendita realidade do perdão em Deus (vrs.3 a 5); A verdadeira piedade reconhece, descansa e se alegra no fato de Deus ser justo (vrs. 6); a verdadeira piedade nos proporcionará vislumbrar o bendito fato de Deus ser misericordioso para conosco (vrs. 7 a 11); a verdadeira piedade se alegrará pelo fato de que nosso Pai celestial afasta de nós as nossas transgressões (vrs12); a verdadeira piedade reconhecerá em todo tempo que Deus é o Pai por excelência e que este Pai não pode ser enganado pois ele conhece a nossa estrutura melhor que qualquer um (vrs. 13 e 14); a verdadeira piedade saberá que nossos dias aqui nesta terra são breves, e que por isso mesmo, deveríamos dedicar-nos mais a Deus, pois ele mantém sobre os que o temem a sua misericórdia (vrs.15 a 18); a verdadeira piedade saberá que Deus continua reinando sobre todas as coisas, inclusive sobre a nossa história de vida e que nada poderá atrapalhar aquele que reina soberanamente (vrs. 19); e por fim, a verdadeira piedade encontrará sempre inúmeras razões para bendizer a Deus, e convidará outros a fazerem o mesmo (vrs 20 a 22).
Piedade sem conhecimento de Deus é engano de satanás e loucura de uma falsa vida cristã.
Deus nos livre de tal abominação!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Liberdade de expressão e a liberdade do engano!


Assisti recentemente um vídeo em que a deputada Iara Bernardi (PT-SP) e o pastor Silas Malafaia debatiam sobre o Projeto de Lei 122. Não sou nenhum simpatizante do Malafaia, entretanto, reconheço que falou com propriedade. O mesmo não aconteceu com a senhora autora do PL/122. Ou melhor, falou dentro da perspectiva do PT. Quando esta senhora invoca as audiências públicas como forma de democratizar suas idéias perniciosas, ela se esquece de informar que as tais audiências públicas são compostas somente por grupos favoráveis à proposta em questão e nunca grupos contrários, segundo a orientação democrática ainda vigente neste País. Exemplo desta deturpação democrática aconteceu numa das audiências públicas envolvendo o mesmo PL/122 e somente o deputado Paes de Lira, como voz destoante, estava presente. E no final da audiência pública ainda foi ameaçado por um representante de um grupo gay de São Paulo. Isso mostra o nível democrático na cabeça destes líderes e destes supostos representantes do povo.
Voltando ao debate, a autora do projeto, com um ar de superioridade cínica, afirma que o PL/122 foi aprovado por unanimidade. Mentiu. Foi desmascarada pelo pastor Silas Malafaia, que informou corretamente o que aconteceu e somente por causa de uma sórdida manobra esse infame projeto passou na Câmara dos Deputados. Aos céticos de plantão que estejam pensando que o pastor deu informações erradas, dê uma olhada no endereço http://www.youtube.com/watch?v=iRY1eQdnlfQ e veja como foi a manobra explicada pelo Sr. Luiz Mott, do grupo gay da Bahia. Nada teve de democrático, mas de sorrateiro.
Então temos uma ex-deputada, em rede nacional, afirmando que houve inúmeros debates envolvendo a sociedade. Não se iludam, os esquerdistas mentem como se estivessem falando a verdade.
Não falaria mais sobre este tema, afinal, há inúmeras pessoas de bem falando sobre ele. Entretanto, a indignação em ver tanta mentira, tanta hipocrisia motivou mais este texto.
O PL/122 criminaliza a opinião, deturpa um termo da psiquiatria (homofobia) e aplica de forma sórdida e vil sobre qualquer cidadão que expresse opinião contrária a prática homossexual.
Os números apresentados sobre os assassinatos de pessoas homossexuais são manipuláveis. Diz a autora que todos os assassinatos foram motivados pela homofobia. Claro que isso não é verdade, pois esta senhora não informa que houve latrocínio, assalto, e o mais grave, que outros homossexuais são autores de crimes contra outros homossexuais, e isso envolve brigas entre casais gays e uso de drogas. Ou seja, qualquer homossexual morto, independente da motivação do crime, estará incluído para engordar esta estatística macabra.
O Brasil já contempla a ampla proteção a todos os seus cidadãos com as leis que já existem. Portanto, não precisamos de uma lei que exalta uma opção sexual em detrimento da liberdade de expressão. É de fato o fim da civilidade.
Outro link interessante: http://www.youtube.com/watch?v=U2SvVzsu-zI mostrará o nível desse movimento.
Deus nos livre disso.

quarta-feira, 17 de março de 2010

Temos mais um desfecho espúrio dentre muitos desfechos neste País. O assassino do menino de 6 anos, João Hélio Fernandes, ganhou o direito de aproveitar a vida, e pasmem... no exterior, com o dinheiro que sai do nosso bolso. A reportagem, na íntegra, segue logo abaixo.


"Moradia no exterior após pena por morte de João Hélio
Ao completar maioridade e cumprir medida socioeducativa, jovem ganha liberdade e vai viver no exterior, com garantia de casa e identidade novas para recomeçar a vida

Rio - Três anos depois de participar do assalto que resultou na morte brutal do menino João Hélio Fernandes, de 6 anos — arrastado por sete quilômetros em ruas de bairros da Zona Norte —, Ezequiel Toledo de Lima, que na época era menor de idade e hoje tem 18 anos, ganhou a liberdade. Após cumprir a pena socioeducativa, o rapaz voltou para as ruas dia 10.

Foto: João Laet / Agência O DIA
Assaltantes abandonaram carro na Rua Caiari, com o menino já morto, após ser arrastado por 7 quilômetros | Foto: João Laet / Agência O DIA

Mas, temendo represálias e ameaças sofridas, inclusive no do Instituto João Luiz Alves, na Ilha do Governador, onde estava, ele foi morar no exterior com a família. A mãe do rapaz também teria sido ameaçada.

Ezequiel conseguiu, por meio da organização não-governamental Projeto Legal, embarcar para um dos países mais desenvolvidos do mundo com garantia de casa e identidade novas para recomeçar sua vida.

“Nem quero ficar falando sobre este assunto, porque é algo que só nos traz lembranças dolorosas”, afirmou o pai de João Hélio, Élson Vieites.

Após ser preso, Ezequiel confessou participação no crime. Ele teria sido justamente o integrante do bando que fechou a porta com o cinto de segurança pendurado para o lado de fora, onde João Hélio ficou preso e foi arrastado pelo carro.

Na audiência do dia 10, na Vara da Infância e da Juventude, o juiz determinou que ele ingressasse no Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente, destinado aos que estão ameaçados de morte.

A Justiça também determinou que os pais do rapaz entrassem no programa por meio do Conselho de Defesa de Direitos da Criança e do Adolescente, presidido pelo advogado Carlos Nicodemos, diretor da ONG Projeto Legal. Procurado, Nicodemos não foi encontrado."

sábado, 6 de março de 2010




Assista ao protesto dos cubanos contra a cumplicidade de Lula no assassinato de Orlando Zapata Tamayo. Tomaram o Consulado do Brasil em Miami e a mídia brasileira não tomou conhecimento.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010


Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida.
Provérbios 4.23

O livro de provérbios é uma coletânea de benditas instruçõs e muitas advertências. E uma das mais enfâticas advertências é sobre o coração.
Objeto de admiração entre os poetas, fonte de constante observação dos filósofos, alvo a ser atingido pelos produtores de comerciais, o coração tornou-se o devorador a ser saciado. Basta ver os enganosos conselhos dos produtos da mídia e da sabedoria popular. “Ouça o seu coração”dizem alguns; “Faça o que seu coração pedir” dizem outros; e há ainda aqueles que dizem que “não é bom ir contra o coração”.
Vemos com isso que o coração assume o papel de dar sentido aquilo que anda meio confuso. Ele torna-se o supremo tribunal para muitas decisões na vida de muitas pessoas. E, dizer que nem sempre deveríamos dar vazão ou mesmo seguir o que o nosso coração diz, parece ser um crime inperdoável, uma verdadeira afronta ao senso comum.
Como cristãos, podemos e devemos ser biblicamente orientados em todos os momentos e circunstâncias da vida. Para o cristão, o supremo tribunal não é o coração, mas a Palavra de Deus.
Observe atentamente o texto de Provérbios. Há uma ordem dada para guardarmos o coração, ou seja, para protegê-lo, a fim de impedir que ele absorva o que é contrário a Deus, pois, caso o coração seja contaminado, o ser inteiro será contaminado, e a partir de então, ou seja, contaminado, o cristão fica impossibilitado para toda boa obra (2 Tm 2.21).
Do coração procedem as fontes da vida. Ou, citando uma outra passagem: “Porque a boca fala do que está cheio o coração” (Mt. 12.34). Tais fontes devem estar sempre limpas, pois fomos chamados para boas obras, a fim de glorificar a Deus através do culto, que é uma expressão imediata da vida que levamos fora daquele momento de culto, que é a nossa vida natural.
Tiago inspirado pelo Espirito Santo disse que não se pode ter uma fonte onde saia água doce e salgada ao mesmo tempo (Tg. 3.12).
Que nossos dias são muito difíceis isso todos já perceberam. O que falta perceber é que estes dias difíceis podem, e muitas vezes conseguem, contaminar o nosso coração. E aí, temos inclusive algumas preocupações legítimas. Nos preocupamos com a violência, com os rumos da nossa nação, com os rumos do evangelicalismo brasileiro ou com a educação dos nossos filhos. Como se não bastasse tudo isso, ainda temos os dilemas internos, medo, ira, inveja, falta de perdão, rancor, idolatria, enfim, sãos as obras da carne (Gl. 5.19-21), que infelizmente ainda persistem em nós.
Pela graça bentida de Deus, temos um antídoto contra tudo isso. A graça é melhor do que a vida (Sl. 63.3)! E esta bendita graça de Deus nos ensina e nos proporciona liberdade para reconhecermos que nosso coração necessita de constantes cuidados.
A melhor forma de guardar o coração sempre foi a meditação e estudo da Palavra de Deus. Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti (Sl. 119.11).

sábado, 2 de janeiro de 2010

Honduras é a pedra no sapato do mundo.




Vamos aos fatos. Primeiro: O próprio Hugo Chaves declarou que arquitetou o retorno de Zelaya a Honduras. Segundo: Hugo Chaves confirmou que foi ele quem colocou Zelaya na embaixada brasileira. Terceiro: O Presidente Lula sabia de toda articulação. Quarto: Não houve golpe de Estado. O presidente de Honduras foi cassado pelo Parlamento e pela Suprema Corte Hondurenha, ou seja, tudo foi feito dentro da lei. Quinto: As entidades mundiais estão desesperadas porque um país minúsculo como Honduras mostrou a fragilidade do movimento revolucionário em andamento. Sexto: Honduras mostrou como se preserva a constituição do País. Sétimo: Foi muito estranho a reação do Lula... ameaçando Honduras para não “tocar” na embaixada brasileira, enquanto no episódio em que o cocaleiro Evo Morales roubou o patrimônio brasileiro, o Sr. Lula não fez absolutamente nada.
Por último, porém não menos importante, Honduras mostrou que apesar da pompa da ONU e das opiniões de botequim e das bravatas da diplomacia brasileira, continua sendo um um País soberano e não admitirá nenhuma interferência.
Já perceberam que não se noticia mais nada sobre Honduras!???
Penso que lá valeria o slogan daqui... o melhor de Honduras são os bravos hondurenhos!